Seguidores

segunda-feira, 23 de março de 2015

Painel da Semana Santa


Imprimir e Colorir: monte o seu painel.
















Símbolos da Páscoa desenho para colorir



A páscoa, assim como o Natal, é repleto de símbolos, que representam desde a vida, como o Próprio Cristo, abaixo, alguns símbolos da Páscoa, retirado do livro FORMAÇÃO PARA COROINHAS 2 do Padre Luiz Miguel Duarte.






Círio Pascal – simboliza a presença de Cristo ressuscitado, luz do mundo, no meio da sua comunidade: “Eu sou a luz do mundo, quem me segue não andará nas trevas” (Jo 8,12).




Coelho – é o símbolo da fecundidade, aplicado mais acertadamente à Igreja, que gera, por meio do batismo, novos filhos para a comunidade cristã.

Cordeiro – representa Jesus Cristo, o verdadeiro “Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”, isto é, realiza a plena e definitiva libertação dos fiéis (cf. Jo 1,29). Ele é o Cordeiro que atualiza, em nossos altares, sua oferta ao Pai, dando-se a nós em alimento. Segundo o livro do Apocalipse, “a salvação pertence ao nosso Deus, que está sentado no trono, e ao Cordeiro” (Ap 6,10).



Cruz – instrumento de tortura para os condenados, foi para toda a humanidade o instrumento de redenção e salvação. Jesus dizia: “Quando eu for erguido da terra, atrairei todos a mim” (Jo 12,32).


Fogo – nasce da faísca de pedras, representa Jesus que deixa a pedra fria do sepulcro e ressuscita para a vida.



Girassol – a flor do girassol, voltada para o sol, representa a comunidade dos fiéis, que volta para Jesus, a verdadeira luz do mundo.


Ovo – indica a promessa de vida nova. O costume de presentear pessoas com ovos de chocolate só surgiu na época em que se desenvolveu a indústria de chocolate. Antes, os ovos de galinha eram pintados com cores vivas e presenteados a pessoas queridas. Era costuma também colocar neles mensagens de Páscoa.

Fonte do Texto: Livro Formação para coroinhas 2 / Pe. Luiz Miguel Duarte.

Vamos Colorir os Símbolos da Páscoa?



















Fonte:Amiguinho de Deus

quarta-feira, 18 de março de 2015

Papa Francisco transfere dom Esmeraldo Barreto para São Luís (MA)


Na manhã desta quarta-feira, 18 de março, o Papa Francisco nomeou Dom Esmeraldo Barreto de Farias como bispo auxiliar de São Luís (MA), transferindo-o da arquidiocese de Porto Velho (RO). Dom Esmeraldo foi nomeado arcebispo de Porto Velho, em 30 de novembro de 2011, pelo papa emérito Bento XVI, após renúncia de dom Moacyr Grechi, por razão de idade, 75 anos.

Dom Esmeraldo é natural de Santo Antônio de Jesus (BA). Nasceu em 4 de julho de 1949. Foi ordenado presbítero no dia 9 de janeiro de 1977, em sua cidade natal. Sua nomeação episcopal aconteceu em 22 de março de 2000, para a diocese de Paulo Afonso (BA) onde permaneceu até 2007. Seu lema episcopal é “Levanta-te e anda” (At 3, 6).

Dom Esmeraldo já foi bispo de Santarém (PA) de 2007 a 2011; foi presidente da Comissão Episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), no quadriênio de 2007 a 2011. Seus estudos filosóficos foram concluídos na Faculdade de Filosofia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e Teologia no Instituto de Teologia da Universidade Católica de Salvador.

quinta-feira, 5 de março de 2015

Santo do dia - São João José da Cruz




João José da Cruz nasceu no século XVII na ilha de Ischia, na cidade de Ponte na Itália, no dia 15 de agosto de 1654. Filhos de nobres o jovem José da Cruz logo recebeu consistente ensinamento acerca de sua fé e doutrina na escola dos padre agostinianos que ficava na mesma ilha. Jovem de profunda piedade e oração, logo destacou-se entre os demais irmãos e despertou a vocação de consagrar sua vida à Deus no sacerdócio, mas os tempos eram incertos onde muitos aproveitavam esta condição para benefício próprio e José decidiu então seguir o caminho religioso e aos quinze anos ingressou na Ordem dos Franciscanos Descalços da Reforma de São Pedro de Alcântara, conhecidos também como Alcantarinos. Devido a sua profunda devoção à Paixão de Cristo, recebeu o nome de João José da Cruz. Seu nome de batismo era Carlos Caetano Calosirto. Foi um dos mais jovens a assumir o hábito no ano de 1670 e professou seus votos em 1671. Em 1674 assumiu com outros irmãos a direção do Santuário de Santa Maria de Occorrevole onde iniciou a construção de um convento. Não eram poucas as dificuldades na época e no local. Mas José da Cruz não parou nas dificuldades e começou a recolher pedras e outros materiais com as próprias mãos para a construção. A iniciativa de João levantou a percepção do povo para uma possível loucura do religioso, mas com seu testemunho aderiram à sua empreitada os padres e o todo o povo que findaram por construir o maior convento daquela região. Foi ordenado sacerdote em 18 de setembro de 1677 e leito provincial em 1703. Construiu e dirigiu muitos outros conventos. Sua espiritualidade, piedade e conselho atraíam muitas pessoas ao seu convívio, dentre muitas, Santo Afonso Maria de Ligório. Morreu no dia 05 de março 1734, sendo sepultado nesse mesmo convento e beatificado pelo papa Gregório XVI, em 1839. Suas relíquias encontram-se na ilha de Ischia. 


Fonte: Zenit


Consagração ao Imaculado Coração de Maria

Ó coração Imaculado de Maria, repleto de bondade, mostrai-nos o vosso amor. A chama do vosso Coração, ó Maria, desça sobre todos os homens! Nós vos amamos infinitamente! Imprimi no nosso coração o verdadeiro amor, para que sintamos o desejo de Vos buscar incessantemente. Ó Maria, vós que tendes um Coração suave e humilde, lembrai-vos de nós quando cairmos no pecado. Vós sabeis que todos os homens pecam. Concedei que, por meio do vosso materno e Imaculado Coração, sejam curados de toda doença espiritual. Fazei que possamos sempre contemplar a bondade do vosso materno Coração e convertamo-nos por meio da chama do vosso Coração. Amém.