Seguidores

sexta-feira, 3 de junho de 2016

História da Devoção ao Sagrado Coração de Jesus




A devoção ao Sagrado Coração de Jesus surgiu no século XVII, quando Santa Margarida Maria de Alacoque, que era religiosa e vivia em um convento, recebeu a visita de Nosso Senhor, que apareceu a ela três vezes. A primeira foi em dezembro de 1673, a segunda em 1674 e a terceira em 1675, quando Jesus manifestou-se-lhe com o peito aberto e apontando com o dedo seu Coração, exclamou: "Eis o Coração que tem amado tanto aos homens a ponto de nada poupar até exaurir-se e consumir-se para demonstrar-lhes o seu amor. E em reconhecimento não recebo senão ingratidão da maior parte deles". 

Durante essas aparições, Jesus fez 12 grandes promessas às pessoas que fossem devotas de seu Coração Misericordioso e que participassem da Santa Eucaristia, comungando pela reparação dos pecados, toda primeira sexta-feira de cada mês, durante nove meses seguidos. 

Depois, em 11 de junho de 1899, o Papa Leão XIII consagrou todo o gênero humano ao Sagrado Coração de Jesus, afirmando ser esse o maior ato de todo o seu pontificado. Dessa forma, a devoção ao Sagrado Coração de Jesus difundiu-se por todo o mundo e foi recomendada por muitos Papas da Igreja. Muitos Santos, como São Francisco de Assis, Santo Inácio de Loyola, Santa Tereza D’Avila e outros, dedicaram terna devoção, admiração e adoração ao Sagrado Coração de Jesus. 
Hoje, o movimento do Apostolado da Oração ao Sagrado Coração de Jesus zela por essa devoção e a propaga pelo mundo todo. As promessas que trazem grandes benefícios espirituais para a vida daqueles que têm essa devoção são: 

1ª Promessa: “Eu darei aos devotos de meu Coração todas as graças necessárias a seu estado”. 
2ª Promessa: “Estabelecerei e conservarei a paz em suas famílias ”. 
3ª Promessa: “Eu os consolarei em todas as suas aflições”. 
4ª Promessa: “Serei refúgio seguro na vida e principalmente na hora da morte”. 
5ª Promessa: “Lançarei bênçãos abundantes sobre os seus trabalhos e empreendimentos”. 
6ª Promessa: “Os pecadores encontrarão em meu Coração fonte inesgotável de misericórdias”. 
7ª Promessa: “As almas tíbias tornar-se-ão fervorosas pela prática dessa devoção”. 
8ª Promessa: “As almas fervorosas subirão em pouco tempo a uma alta perfeição”. 
9ª Promessa: “A minha bênção permanecerá sobre as casas em que se achar exposta e venerada a imagem de meu Sagrado Coração”. 
10ª Promessa: “Darei aos sacerdotes que praticarem especialmente essa devoção o poder de tocar os corações mais endurecidos”. 
11ª Promessa: “As pessoas que propagarem esta devoção terão o seu nome inscrito para sempre no meu Coração”.  
12ª Promessa: “A todos os que comunguem nas primeiras sextas-feiras de nove meses consecutivos, darei a graça da perseverança final e da salvação eterna”. 


Oração de Consagração ao Sagrado Coração de Jesus Santa Margarida Maria Alacoque compôs uma belíssima oração de Consagração ao Sagrado Coração de Jesus que se chama “Pequena Consagração”. Reze-a com um santinho nas mãos, ou diante de uma imagem do Sagrado Coração de Jesus. Você certamente receberá muitas graças. 



“Pequena Consagração” 

“Eu, (diga seu nome), entrego e consagro ao Sagrado Coração de Jesus minha pessoa e minha vida, minhas ações, dores e sofrimentos, e quero me servir de todas as partes de meu ser apenas para honrá-Lo, amá-Lo e glorificá-Lo. Amém!” 









Fonte: Internet

terça-feira, 24 de maio de 2016

ENCONTRO ORAÇÕES :EXPLICANDO A AVE- MARIA PARA AS CRIANÇAS

Ave Maria cheia de graça.É a saudação que o anjo Gabriel fez a Maria.Ave aqui não representa um passarinho. Ave é o mesmo que oi, olá. Graça não é uma piada engraçada. Graça, vem de agraciada, cheia de Deus.

O Senhor é convosco. Significa que Deus está com Maria. Podemos encontrar esse trecho da oração em (Lc1, 28)Bendita sois vós entre as mulheres. Bendita vem de bendizer, de benção. Maria foi escolhida por Deus entre todas as mulheres.(Lc 1, 42)

Bendito é fruto do teu ventre Jesus.  Abençoado é o filho que Maria espera. Seu nome será bendito entre todas as gerações. Ele será grande e será chamado filho do Altíssimo. (Lc1, 31-32) Ventre é o lugarzinho dentro da barriguinha de Maria onde Jesus está sendo gerado.

Santa Maria, mãe de Deus. Maria é Santa, não é mesmo? Poderia o filho de Deus nascer de alguém que não o fosse? Maria é revestida do Espírito Santo e Jesus que nasce dela é o filho de Deus. (Lc 1, 35.44) Sendo mãe de Jesus ela também é nossa mãe.

                                                  
Rogai por nós os pecadores. A palavra rogai é o mesmo que pedir, interceder. Maria está no céu e intercede por nós seus filhos, assim como fez nas Bodas de Caná. (Jo 2, 1-6).
Todos somos pecadores mas Deus é rico em misericórdia e está sempre disposto a nos perdoar e amar. Por isso peçamos sempre a intercessão de Maria. Peça a Mãe que o Filho atende.

Agora e na hora de nossa morte, Amém. Maria é mesmo uma grande  intercessora.  Ela  intercede hoje e  na hora  em que nós formos ao encontro de seu filho Jesus.  Responder Amém é dizer sim eu acredito. Eu creio. 


Fonte: Jardim da Fé



sábado, 21 de maio de 2016

A Santíssima Trindade


A Santíssima Trindade é um mistério de um só Deus em três Pessoas: Pai, Filho e Espírito Santo. 

Pai que é Deus, que é Amor: somente o Pai que ama respeita a liberdade de seu filho



.
Filho
 que é Jesus Cristo: é o Deus visível que se fez homem, nascendo da Virgem Maria para cumprir a vontade de Deus de libertar os homens do pecado.
Jesus é Deus e as principais provas são:
a) O próprio Jesus diz-se Deus (Jo 10, 30 / 14, 7 e Lc 22, 67-70) .
b) Os milagres eram feitos pelo próprio Jesus, e não por meio de Jesus.


Espírito Santo que é o Amor do Pai e do Filho que nos é comunicado e transmitido. Segundo o CREDO, Jesus foi concebido pelo Poder do Espírito Santo, nascido da Virgem Maria. Maria foi então convidada a conceber Jesus e a concepção de Jesus foi obra do poder do Divino Espírito Santo: "O Espírito virá sobre Ti..." A missão do Espírito Santo está sempre conjugada e ordenada à do Filho, ou seja, toda a vida de Jesus manifesta a vontade do Pai que por sua vez é manifestada pelo Espírito Santo.

Um fato dos Evangelhos é que os Apóstolos estavam com muito medo após a morte de Jesus. Foi à descida do Espírito Santo sobre eles que os transformou radicalmente e deu coragem para que saíssem anunciando o Evangelho. O mesmo Espírito Santo que deu forças aos apóstolos e mártires é recebido no sacramento da Crisma, e aí está a importância deste sacramento no fortalecimento da Fé e na profissão do Cristianismo de cada um.

O Dogma da Santíssima Trindade a Trindade é Una; não professamos três deuses, mas um só Deus em três Pessoas. Cada uma das três Pessoas é a substância, a essência ou a natureza divina, As pessoas divinas são distintas entre si pela sua relação de origem: o Pai gera; o Filho é gerado; o Espírito Santo é quem procede. Ou seja, ao Pai atribui-se acriação ao Filho atribui-se a Redenção e ao Espírito Santo atribui-se a Santificação.

Resumindo, o mistério da Santíssima Trindade é o mistério central da fé e da vida cristã. Só Deus pode nos dar a conhecer, revelando-se como Pai, Filho e Espírito Santo.

Pela graça do Batismo "Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo" somos chamados a compartilhar da vida da Santíssima Trindade, aqui na Terra na obscuridade de nossa fé e para além da morte, na luz eterna. Pela Confirmação ou Crisma, como o próprio nome diz, somos chamados a confirmar essa fé ora recebida para que, além de vivermos segundo a Palavra de Deus, darmos testemunho dela e levá-la por toda à parte.


Fonte


Consagração ao Imaculado Coração de Maria

Ó coração Imaculado de Maria, repleto de bondade, mostrai-nos o vosso amor. A chama do vosso Coração, ó Maria, desça sobre todos os homens! Nós vos amamos infinitamente! Imprimi no nosso coração o verdadeiro amor, para que sintamos o desejo de Vos buscar incessantemente. Ó Maria, vós que tendes um Coração suave e humilde, lembrai-vos de nós quando cairmos no pecado. Vós sabeis que todos os homens pecam. Concedei que, por meio do vosso materno e Imaculado Coração, sejam curados de toda doença espiritual. Fazei que possamos sempre contemplar a bondade do vosso materno Coração e convertamo-nos por meio da chama do vosso Coração. Amém.